21 de fevereiro de 2014

nota_199

Você viu Amor, o filme de Michael Haneke? É um retrato do lento massacre que sofreremos na velhice. É um filme que, mesmo com "amor", é muito duro, e é pra ser mesmo. Mas eu não culpo você por ter sentido um certo pessimismo depois de assistir a ele. Pessimismo ou desesperança, ou ambos. No entanto, para que o otimismo não morra e, ainda assim, você veja a velhice em alta resolução, recomendo a leitura de "This Old Man", depoimento incrível de Roger Angell para a revista New Yorker. Desta vez eu não vou inserir trechinhos traduzidos para atiçar seu interesse. O depoimento de Angell é uma das coisas mais poderosas que já li.

PS: Indiquei um filme, indiquei um depoimento-ensaio. Cinco minutos depois de publicar esta notinha, me senti obrigado a incluir um livro, e vai ser este: Patrimônio, de Philip Roth. Meu Roth predileto, até agora.

Nenhum comentário: